Prefeitura de Birigui decide arcar custeio de R$ 840 mil com Corpo de Bombeiros após STF proibir cobrança de taxa

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira (11), o prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão (PTB), anunciou que a administração municipal arcará com o custeio de serviços prestados pelo Corpo de Bombeiros da cidade mesmo após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), cujo acórdão foi publicado em 19 de dezembro, proibido a cobrança de taxa para arrecadar fundos para a corporação em cidades de todo o País.

De acordo com nota distribuída pela assessoria de imprensa da Prefeitura, em Birigui, os contribuintes vinham pagando taxa de R$ 15,00 anuais para ajudar das atividades realizadas pelos Bombeiros locais. A arrecadação anual era da ordem de R$ 840 mil e ajudava na manutenção de viaturas e compra de novos equipamentos, em especial por ser birigui um polo industrial.

Durante reunião com bombeiros, liderados pelo tenente-coronel Humberto Shirotori, e o presidente da Câmara,Vadão da Farmácia (PTB), o prefeito de Birigui garantiu que o serviço no município não será prejudicado por falta de contribuição financeira.

“O serviço dos bombeiros é essencial aos cidadãos. Não podemos deixar de contar com esse importante trabalho feito na cidade. A administração irá buscar alternativas para custear esses 840 mil reais”, disse o prefeito.

Para Salmeirão, o fim da taxa é uma decisão do STF e deve ser cumprida. “Na reunião não tratamos da decisão já tomada, mas sim de como resolver essa questão municipal, já que Birigui conta com um excelente trabalho feito pelos bombeiros”, frisou.

O secretário municipal de Finanças, Adonai Brum da Silva, disse que o tesouro municipal terá que buscar novas fontes de receita. “Vamos estudar como remanejar esse valor”, afirmou. “

A Prefeitura de Birigui ira iniciar a entrega dos carnês do IPTU de 2018 no final deste mês. “No carnê não haverá a cobrança da taxa dos bombeiros, mas quero tranquilizar a população sobre os trabalhos, que continuarão sendo realizados na cidade”, garante Salmeirão.

Com informações e imagem da assessoria de imprensa da Prefeitura de Birigui.

Compartilhe