Marly Garcia não é mais secretária de Cultura; foi demitida

O secretário de Governo e Comunicação da Prefeitura de Araçatuba, Manoel Afonso Filho, confirmou ao Política e Mais, na noite desta terça-feira, a demissão da secretária de Cultura Marly Garcia (PV). A exoneração foi definida pelo prefeito Dilador Borges (PSDB) um dia após a Câmara arquivar CP (Comissão Processante) proposta pelo ex-candidato a vereador Daniel Lameu (Solidariedade), para apurar irregularidades na contratação da agora ex-secretária.

Marly foi nomeada em meio a uma tremenda polêmica, pois tinha sobre suas costas uma condenação imposta pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) devido ao sumiço de 8 aparelhos de ar-condicionado no período em que era diretora de Cultura, durante o governo do já falecido prefeito Jorge Maluly Netto.

O TJ-SP, em 2014, condenou Marly a ressarcir o município, com pagamento em parcela única, em pouco mais de 19 mil. Em 2 de janeiro deste ano, para poder tomar posse como secretária, ela teve que fazer acordo com a Prefeitura reconhecendo a dívida. O valor saltou para mais de R$ 64 mil e ainda assim a administração municipal parcelou o débito em 90 vezes.

A Prefeitura emitiu uma nota curta sobre a decisão do prefeito em exonerar Marly do cargo. “A nomeação da secretária foi formalizada com total segurança jurídica, diante das divergências nas interpretações da legislação, decidi por prudência, pela exoneração”, disse.

Compartilhe