INSTITUTO ABRE DEBATE SOBRE AUTISMO EM PALESTRA NA UNIP

O IAS (Instituto Apoio Social) de Araçatuba promove, neste sábado (05), a palestra “Deficiência e inclusão – Considerações sobre o Autismo”, com a mestre em psicologia e docente da AEMS (Faculdades Integradas de Três Lagoas), Juliana Barros. O evento, que faz parte do calendário anual da entidade, será realizado no anfiteatro da Unip, campus local, a partir das 9h.

Segundo Juliana, o objetivo da palestra é apresentar a pais e educadores um panorama geral sobre todas as deficiências, incluindo o autismo. “Vou falar sobre deficiências e inclusão, de um modo geral. Como o autismo é considerado uma deficiência, irei fazer algumas considerações importantes sobre o problema”, diz. O autismo é considerado um transtorno global de desenvolvimento que afeta três áreas: a interação social, desenvolvimento da linguagem e processos de comunicação.

O autismo é decorrente da má formação de algumas áreas do cérebro, o que gera dificuldades de comunicação, de interação social e comportamentos repetitivos e estereotipados. “Esses são os principais sintomas que usamos para fazer o diagnóstico do autismo. Isso porque ainda não existe nenhum exame capaz de diagnosticar se a criança é ou não autista”, diz a psicóloga.

A palestrante explica ainda que o tratamento deve ocorrer com o auxílio e a orientação de uma equipe multidisciplinar. “A fonoaudióloga trabalhando a questão da linguagem, a psicóloga trabalhando com as questões psíquicas e de socialização, e, no caso de dificuldade de aprendizado, entra o trabalho da psicopedagoga ou terapeuta ocupacional. Enfim, vai depender muito de quais as dificuldades que o paciente apresenta. Antes de ele (paciente) ser autista, trata-se de uma criança e cada qual tem a sua especificidade”, explica.

A parceria entre o IAS e a Unip, com a finalidade de abortar temas que afetam diretamente a vida de pessoas e famílias inteiras existe desde 2003. Para participar da palestra deste sábado, os interessados devem levar um quilo de alimento não perecível, que será doado a uma entidade beneficente de Araçatuba.

Compartilhe