Dilador e Edna afrontam MP e chamam OSs para disputar Hospital da Mulher; Promotoria pede na Justiça gestão municipal

A Prefeitura de Araçatuba deu início ao processo de chamada pública para substituir Oss (Organizações Sociais) que atuam nas áreas de Saúde e Assistência social do município, após serem contratadas na gestão do ex-prefeito Cido Sério (PT).

O primeiro chamado, publicado pelo governo DILAFLOR – este aí, formado pelo cimenteiro Dilador Borges (PSDB) e pela defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade, Edna Flor (PPS) – é para substituir a gestão do Hospital da Mulher, hoje aos cuidados da Associação das Senhoras Cristãs – Benedita Fernandes, que, assim como o município, é alvo de ação do Ministério Público por possíveis ilegalidades no processo de contratação.

A nova chamada, colocada em prática pela gestão DILAFROR, afronta o que pede o MP em pelo menos quatro ações que tramitam na Jusitiça. A Promotoria entende que o município deve assumir por conta própria os serviços de saúde e assistência social. Não é o que Dilaflor e Edna Flor, que pregaram durante a campanha eleitoral obediência as leis, estão fazendo.

Na prática, o MP ingressou com ações contra município, responsáveis e OSs contratadas no passado pelo fato de tais organizações receberem vultuosos valores para administração dos contratos em questão. A Promotoria pode voltar a investir contra a atual gestão se entender que Dilador e Edna estão, de alguma forma, burlando as regras da administração pública. O que seria inadmissível para quem sempre pregou tanta lisura, responsabilidade e transparência na gestão pública.

OLHOS BEM ABERTOS

Como a contratação de OSs é uma questão de interesse de uma infinidade de partes, é necessário que a administração municipal, Ministério Público e a população, especialmente, fiquem atentos aos possíveis interessados na prestação de serviços em Araçatuba, nas áreas de Saúde e Assistência Social.

O Política e Mais já descobriu que tem entidade, com pelo menos 15 processos judiciais, de olho nos serviços de saúde. Um outro instituto, que tem até página com informações duvidosas na internet e no Facebook, e ligado a um dirigente político, estaria interessado em atuar nas atividades de Assistência Social mantidas pela Prefeitura de Araçatuba.

MUNICÍPIO TEM QUE EXPURGAR

São organizações com problemas e que, no mínimo, devem ser expurgadas logo de cara pela administração municipal, sob pena de os atuais gestores virem a responder a processos no futuro. Nem que para isso tenham que enfrentar aliados políticos ou mesmo apoiadores de suas campanhas das eleições do ano passado.

O que o governo DILAFLOR não pode é vir até aqui pregando uma coisa e praticar outra – se bem que isso já aconteceu por mais de uma vez em pouco mais de oito meses de gestão. Apesar de ter maioria absoluta na Câmara, Dilador e Edna precisam tomar cuidado, pois há um grupo de vereadores de olho nestas contratações que pode tomar providências caso encontrem vestígios de ilegalidade.

Compartilhe